13 de mar de 2013

Novecento


Em uma de minhas últimas aulas com o terceirão citei o filme 1900 (Novecento), do aclamado diretor italiano Bernardo Bertolucci. 




Conheci ele em uma troca de ideias com o professor Mário. Ele me contou, em um destes recreios, que se deparou com um filme no youtube que havia assistido há muito tempo e recomendou que eu procurasse e assistisse também.
Pois procurei e depois das mais de 5h de reprodução eu me percebi embasbacado, diante de um das melhores coisas que já tive a oportunidade de assistir.

O filme conta a história de Olmo, filho bastardo de camponeses e Alfredo, herdeiro de uma família rica de latifundiários italianos. Além dos personagens principais a história gira em torno de suas famílias e suas relações sociais. Através deste foco o roteiro faz uma retrospectiva histórica da Itália desde o início do século XX até o término da Segunda Guerra Mundial. Passando pelo fortalecimento do partido socialista, fascista, cotidiano, exploração dos trabalhadores e diversas situações do cotidiano e cultura da época.

Um roteiro riquíssimo, cheio de ideologias, simbologias, diálogos geniais, fotografia impressionante, atuações fantásticas (com ênfase em Robert De Niro e Gérard Depardieu no início de suas carreiras). Tudo isso revelado de uma maneira poética. O cuidado e a riqueza de detalhes são tão elaborados que nos sentimos transportados no tempo. Uma verdadeira obra de arte.



Quanto à parte histórica, o filme não é neutro, aliás isso é impossível. Podemos perceber tintas exageradas em certas cenas, mas em minha opinião, um bom espectador não se deixa influenciar por isso: ele interpreta tais exageros como fruto de um tempo e lugar de produção. Quando se assiste ao filme desta maneira crítica e poética ao mesmo tempo, podemos aproveitar com mais riqueza tudo o que ele pode nos oferecer.

Ai vai o link da primeira parte do filme no youtube:


A segunda parte eu só encontrei em sites para download, e quem tiver interesse, possuo as duas partes em arquivo .avi em meu computador. É só dar um toque e ter um pendrive com 3gb livres.

Conforme conversamos em sala, aceitarei trabalhos sobre o filme. Para mais detalhes, falem comigo. 



Bons estudos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário